Camara

Nova Aurora abrirá "III Simpósio de Bandas Funarte-UFRJ

Por RJNEWS em 17/11/2023 às 05:29:31

Como parte das comemorações dos 150 anos da Sociedade Musical Nova Aurora, a Orquestra de Sopros foi convidada para abrir o III Simpósio de Bandas Fundação Nacional de Arte (Funarte) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), através de sua Escola de Música. O concerto será no sábado (18), às 16h, na Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro, a preços populares.

O "III Simpósio de Bandas Funarte-UFRJ" é uma realização do Ministério da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, da Petrobras (Petrobras Cultural) e da Sala Cecília Meireles. A ação faz parte do "Projeto Bandas: Sistema Pedagógico de Apoio às Bandas de Música", projeto de extensão da EM/UFRJ em parceria com a Funarte. Seu objetivo é desenvolver metodologias de ensino/aprendizagem, conectar maestros e instrumentistas de todo o país e promover a participação das bandas em sua programação cultural.

A coordenação do III Simpósio é do professor da EM-UFRJ, Marcelo Jardim, que também é coordenador geral do programa da Funarte/EM-UFRJ, "Arte de toda gente". Este programa congrega sete projetos, entre eles o "Bandas". As coordenações pedagógicas são dos professores Leandro Soares, Everson Moraes e Gabriel Dellatorre. Segundo o professor Gabriel Dellatorre, o projeto Bandas é dividido em dois eixos: a programação artística (os concertos de bandas convidadas) e a pedagógica. O objetivo da programação artística é dar visibilidade para as bandas e seus trabalhos de repertório e de formação, além de proporcionar momentos de discussão com a universidade e entre as bandas. Já a programação pedagógica, contém oficinas de instrumentos de sopro oferecidas a todos os integrantes de bandas participantes e seus regentes.

"Eu conheço o trabalho da Orquestra de Sopro Nova Aurora há muitos anos. Eventualmente, recebemos na universidade alguns músicos que aprenderam na banda para continuar se profissionalizando. Foi uma grata surpresa, este ano a Nova Aurora poder integrar a programação do Simpósio, com o regente Hélio Rodrigues, que desenvolve um trabalho incrível com a Orquestra de Sopros. A Nova Aurora, entre as bandas civis do Rio de Janeiro, é um grande baluarte. Ela abrirá a programação artística do Simpósio, na Sala Cecília Meireles, uma parceira de longa data da Escola de Música da UFRJ, que acolherá o nosso Simpósio de Bandas", disse Dellatorre.

Concerto

O evento contará com a participação de 50 músicos e quatro solistas: o soprano, Mariana Gomes; o tenor, Jessé Bueno, que são artistas do Coro Sinfônico do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; no Sax Soprano, Eduardo Bruno, e o Duo Affretato, com Felipe Braz, na Flauta, e Maurício Silva, na Clarineta.

O Duo Affretato fará a estreia mundial para orquestra de sopro do "Baião Aperreado", de Everton Machado. Até então, a composição havia sido interpretada apenas por duo de flauta e clarineta. Essa não será a única obra exclusiva no programa. O "Poema Sinfônico Excalibur" do compositor espanhol José Alberto Pina, que estreou em Portugal, no ano passado, será apresentado pela primeira vez na América Latina, em comemoração aos 150 anos da Nova Aurora. Além destas peças, estreará a ópera "Zouk - As Quarentonas de Quarentena", de Gilson Santos, que encerrará o concerto na Sala Cecília Meireles, uma obra para orquestra de metais, pela primeira vez executada por orquestra de sopros.

Os últimos concertos da Nova Aurora na Sala Cecília Meireles foram realizados em 2005 e 2006, os dois primeiros anos do maestro titular e diretor artístico, Hélio Rodrigues, à frente do grupo musical. Nesta ocasião, ela se tornaria banda sinfônica, atualmente é uma orquestra de sopros.

"Este convite traz mais visibilidade para a Nova Aurora. Ela é uma das orquestras de sopro de mais destaque no interior do Rio de Janeiro. Estamos em evidência também por trazermos solistas de alto nível. Os músicos são voluntários. É um trabalho amador, porém a qualidade do conjunto é reconhecida por músicos de grandes orquestras, fora do município (...) As estreias latino-americana e mundial também confirmam a confiança dos compositores. É um sentimento de realização", diz o maestro.

O grupo tem se preparado bastante, com ensaios as segundas-feiras, às 19h30, e aos sábados, às 18h30, na sede da instituição, localizada no Calçadão da Av. Rui Barbosa. A proposta é apresentar um concerto especial, com repertório diferente do espetáculo comemorativo dos 150 anos da sociedade musical macaense.

A Nova Aurora recebeu este ano do Legislativo Municipal o título de Patrimônio Cultural Imaterial de Macaé. Desde 2008, pela lei 5.215/08, a instituição já é Patrimônio Cultural do Estado do Rio de Janeiro. Depois da apresentação na Cecília Meireles, a programação cultural com bandas macaenses continua. Será realizado, no dia 22 de novembro (Dia do Músico), em sua sede, o encontro da Nova Aurora, de 150 anos, com a banda da Sociedade Musical Beneficente Lyra dos Conspiradores, com 141 anos. Uma história de amor e rivalidade que enriquece o cenário musical macaense há mais de um século.

No dia 25, a Nova Aurora abrirá os festejos natalinos. Em 10 de dezembro, será realizado o Concerto Pop Symphony; em 22 de dezembro, o Concerto de Natal, e em 30 de dezembro o Concerto de Fim de Ano.

Programação do III Simpósio de Bandas Funarte/UFRJ

Josef F. Wagner

Under The Double Eagle

Arr: Martin Tousignant

Everton Machado

Baião Aperriado

(Estreia Mundial para Orquestra de Sopros e Solistas)

Solista: Duo Affretato

Felipe Braz/Flauta e Maurício Silva/Clarineta

Sivuca/Glorinha Gadelha

Feira de Mangaio

Arr: Daniel Martins

Solista: Eduardo Bruno/Sax Soprano

José Alberto Pina

Poema Sinfônico - Excalibur

(Estreia Latino Americana)

Ennio Morricone

The Ecstasy Of Gold

Arr: Marcus Almeida

Solista: Mariana Gomes/Soprano

G. Puccini

Iii Ato da Ópera Turandot

Nessun Dorma

Arr: Jeferson Chagas

Solista: Jessé Bueno/Tenor

Francesco Sartori e Lucio Quarantotto

Con Te Partiro

Arr: Marcus Almeida

Solistas: Mariana Gomes/Soprano e Jessé Bueno/Tenor

Franz Lehar

The Merry Widow Selections

Arr: Eiji Suzuki

Frank Sinatra

Sinatra In Concert

Arr: Jerry Nowak

Jeff Porcaro e David Paich

Africa

Arr: Dico

Maestro Convidado: Tenente Wanderson Cunha - Maestro Auxiliar da Banda Sinfônica da Pmerj

Gilson Santos

"Zouk" As Quarentonas de Quarentena

Fonte: Secom Macaé

Comunicar erro
CONTEC

Comentários

Zion