Camara pi 183

Até quando vamos pagar com vidas a conta que prestamos as indústrias bélicas e farmacêuticas?

Drogas pesadas? Entre as mais pesadas, está o álcool, vendido em cada esquina e supermercados.

Por Sergio em 22/09/2023 às 15:57:42

No entanto, a violência só cresce e mata,

Até quando vamos pagar com vidas a conta que prestamos as indústrias bélicas e farmacêuticas? É inacreditável existir pessoas apoiando essa ideia, de combater o uso de drogas com armas. Todos os dias temos baixas de inocentes, policiais, traficantes e milicianos. Resumindo, todos os dias morrem brasileiros. Nessa guerra sem fim e sem resultados positivos para a sociedade. Drogas pesadas? Entre as mais pesadas, está o álcool, vendido em cada esquina e supermercados. A verdade é que, países civilizados de fato, estão liberando a maconha e obtendo excelentes resultados com a queda da violência e número de mortes de seus cidadãos.
Não é entendido matar pelo que não mata ninguém! Por essa guerra, já morreram mais brasileiros que soldados na segunda guerra mundial! Essa conta não fecha! Como entender isso? De over doses, temos um número insignificante perto do número de pessoas mortas, por projeteis perdidos ou direcionados. Crianças, adultos, velhos, todos que moram em área de risco, são alvos de uma ameaça constante! Que resultado nos dá essa forma de combate as drogas? Mortes, mortes e mais mortes?
Até quando, Brasil? Você que acha justo essa carnificina, o que deverá responder para seus netos? Quando não estivermos mais sendo a lixeira do mundo?
Nada explica essa guerra se não, o sustento dessas grandes indústrias. Alias, são elas as que mais matam no planeta. Principalmente no Brasil!
Políticos apoiadores dessa ideia de guerra as drogas, passam vergonha em seus debates, com os mesmos argumentos que duram mais de dez anos. No entanto, a violência só cresce e mata, aumentando a cada dia o número cruel que trás essa estatística. Guerra aos pobres e negros. Isso é comprovado, é fato!

Zion
Luxhoki