CONTEC

Max Verstappen vence pela primeira vez nos EUA e aumenta vantagem no campeonato. Hamilton vai bem, mas perde na estratégia.

Piloto da Mercedes ainda chegou a ultrapassar o da RBR, mas no fim quem conquistou os 25 pontos foi o Verstappen; Sérgio Perez completa o pódio.

Por Gabriel Carneiro em 26/10/2021 às 18:34:15
No último domingo (24) aconteceu no Texas o 17° grande prêmio da temporada da Fórmula 1. Como já era de se esperar, tivemos mais um duelo muito duro entre o atual campeão e o piloto sem títulos com mais vitórias na história.

Esse foi o primeiro dos três circuitos em sequência que acontecerão na América do Norte e Sul, o próximo será no dia 7 de novembro no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México.

Corrida equilibrada

Mais uma corrida digna dessa temporada da F-1, se por um lado não houveram grandes ultrapassagens, manobras, acidentes ou disputas acaloradas, dessa vez a corrida aconteceu de forma mais mental e estratégica.

Começou com Hamilton largando muito bem, e um dado curioso é que a 2° colocação no Texas tem a possibilidade de iniciar bem, pelo fato de largar na parte de "dentro" da pista, e por isso, não precisa buscar o "vácuo" de outros pilotos. Já o Max também foi muito bem, e não demorou muito para ultrapassar o seu rival, e depois, só usou a estratégia para confirmar a vitória.

A Mercedes e a RBR jogaram com duas paradas na prova, no entanto, a equipe austríaca mandou seus pilotos para os boxes na frente e garantiu um undercut. No último pit stop de Hamilton, e equipe manteve os pneus duros, apesar de ter conseguido reduzir em 20 voltas a desvantagem de quase 9s, Hamilton não chegou a tempo de passar Verstappen.

Apesar da vitória do Holandês, e da sua vantagem na liderança, Lewis levou os 18 pontos do vice líder e 1 ponto extra por feito a volta mais rápida. Mas a preocupação da Mercedes aumenta, pois, viu a vantagem de Max dobrar em relação ao último GP.

Rivalidade: Hamilton x Max Verstappen

Vai ser bem comum ao analisarmos as corridas daqui para frente nós usarmos o termo equilíbrio e rivalidade. Porque é o caminho que se tem tomado ambas equipes, Mercedes e RBR e também os seus pilotos, há quem diga que possa ser coisa de momento, mas é real que a rivalidade está crescendo, e era inevitável.

E para falar a verdade, quem ama Fórmula 1 adora uma rivalidade entre os melhores pilotos, ou aqueles que estão postulantes aos títulos. Esse fator pesa e muito para termos esse campeonato tão competitivo e aberto, e nós ficamos felizes em presenciar a ascensão do Verstappen e ainda o auge do Hamilton.


Campeonato de construtores

Esse campeonato dos construtores que na verdade é um campeonato a parte, está menos equilibrado se comparado ao título de um piloto, mas não é por isso que ele deixa de ser importante. Por isso, Sérgio Pérez e o Valtteri Bottas serão fundamentais para o vencedor do campeonato das equipes, porque ambos precisam pontuar sempre. Até porque, Hamilton e Max são pilotos que sempre pontuam, e sendo assim, os seus companheiros que mais pontuarem ajudarão demais. E o que aumenta mais ainda a rivalidade das equipes, é que a RBR é a líder com o Max, mas a Mercedes é a líder desse campeonato dos construtores.

Próxima corrida e futuro sendo definido.

Como falamos anteriormente, o próximo GP é no México, e por lá vamos ver como estará os pilotos e os carros. E a sensação que eu tive, foi que o carro da RBR estava um pouco mais rápido que o da Mercedes nessa corrida, o que mostra a evolução da equipe austríaca. A Mercedes por sua vez segue firme na briga e não vai desistir. Assim como eu que vou te mostrando tudo do mundo da F-1, fique ligado aqui no Papo Esportivo.
Zion
Casa e Roupa
Anuncie 3