Macaé Festival e Concurso de Bandas e Fanfarras agita Imbetiba no final de semana

Por RJNEWS em 04/12/2023 às 05:26:20
As bandas com seus instrutores mostram o trabalho realizado durante todo o ano

As bandas com seus instrutores mostram o trabalho realizado durante todo o ano

O primeiro Festbandas Macaé Festival e Concurso de Bandas e Fanfarras foi realizado neste sábado (2) e domingo (3) na Avenida Elias Agostinho, em Imbetiba, promovido pela Associação Social Música e Cidadania Macaé/RJ com apoio da Prefeitura de Macaé. Da rede municipal de educação, participaram no sábado as corporações musicais do Colégio Municipal Professora Elza Ibrahim, do Colégio Municipal Cláudio Moacyr, Corporação Musical Oscar Cordeiro e Corporação Musical Rachel Reid.


- As bandas com seus instrutores mostram o trabalho realizado durante todo o ano, esse é um momento importante para os alunos para alavancar a atividade musical – ressaltou o instrutor e um dos coordenadores do projeto de bandas, Anderson Aprígio.


As corporações musicais das unidades escolares apresentaram repertório eclético, indo da Música Popular Brasileira (MPB) a temas de filmes e músicas contemporâneas. Durante o final de semana, cerca de 800 músicos participaram do festival, inclusive músicos de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e município do Rio de Janeiro.


O músico Gabriel Marinho, que desenvolve um trabalho de produção de praticáveis – instrumentos feitos com objetos diversos – fez apresentação de alguns solos de percussão rudimentar e em dupla. "Comecei a produzir praticáveis em Macaé há três anos. Para quem não pode comprar um instrumento caro, o praticável chega próximo ao instrumento por um preço acessível", comentou o músico, que falou um pouco da técnica de percussão rudimentar.


A autoexpressão, o desenvolvimento psíquico e social dos estudantes e a interação entre o grupo foram pontuados pela secretária de Educação, Leandra Lopes, como benefícios que a corporação musical imprime. "Vemos nossos jovens desenvolvendo diversos tipos de linguagem por meio da atividade musical como expressão cultural. A concentração, o despertar de talentos e quem sabe o início para a formação de um jovem músico são trabalhados", avaliou.


Alessandro Adolfo, um dos organizadores do Macaé Festival e Concurso de Bandas e Fanfarras, assinalou que o evento é um encontro de culturas e fusão de ritmos. "Reunimos uma sinfonia de talentos vindos de diferentes horizontes, todos unidos pela paixão pela música e pela dança", definiu.


De acordo com ele, a troca de experiências entre músicos veteranos e alunos da rede de educação agrega aprendizado, conhecimento e fomenta a cultura e o turismo da cidade. "Os músicos de fora estão conhecendo as potencialidades de Macaé, ano que vem vamos fazer mais um evento grandioso mostrando o mundo da fanfarra, que abre oportunidade para o jovem buscar por inspiração e para a sua construção da identidade", classificou.


Bandas de percussão, tambores e marcial participam

O concurso no domingo contou com as seguintes categorias: banda de percussão com instrumentos melódicos simples juvenil - Banda Edson Ferreira de Oliveira - CMEFO; Corporação Musical Nazira Salomão e Banda Marcial Alfredo Baltazar.


Categoria Banda de Tambores juvenil: corporação Musical Magnólia Ribeiro Barreto COMMARB; categoria banda de percussão sinfônica: COMMBAC - São Gonçalo; banda de Tambores Senior; Corporação Musical Falcões Tambores.


Categoria Banda Marcial Juvenil: banda Musical de Areias. Categoria banda musical: Santa Bárbara i Monte Verde-MG (BAMUSB); Corporação Musical Força e Garra. Categoria Banda Civil: Orquestra de Sopros de Saquarema. A participação especial é da Sociedade Beneficente Lyra dos Conspiradores Macaé 140 anos de Música, com instrumentos de sopros e percussão.


No sábado (2) se apresentaram a Fanfarra Municipal de Italva; Corporação Musical Waldemar Duarte Navega; Corporação Musical Oscar Cordeiro; Corporação Musical Dr. Cláudio Moacyr; Corporação Musical Elza Ibrahim; Corporação Maestro Macuco –COMMAC; Corporação Musical Rachel Reid e Projeto Social Música e Cidadania Macaé.


Uma dúvida comum entre o público é a diferença entre fanfarra e Banda Marcial. A fanfarra possui notas mais limitadas nos instrumentos em comparação com as bandas marciais. Elas executam principalmente marchas e peças específicas. Já a Banda Marcial utiliza quase todos os instrumentos de sopro e percussão, permitindo a execução de qualquer tipo de música.

Fonte: Secom Macaé

Comunicar erro
AGENCIA NCX MARKETING E VENDAS

Comentários

Zion