Camara pi 183

Defesa Civil atualiza boletim sobre atendimento na Fronteira

Por RJNEWS em 21/05/2024 às 13:39:02
De acordo com o boletim, foram interditados 72 imóveis

De acordo com o boletim, foram interditados 72 imóveis

A Defesa Civil de Macaé atualizou o boletim sobre o atendimento realizado no bairro Fronteira após a ressaca do mar que levou à erosão costeira, neste fim de semana. Foram 78 registros de ocorrências entre às 9h de domingo (19) e às 10h desta terça-feira (21). Equipes realizam o monitoramento e reforçam a necessidade de que se mantenha a distância das áreas interditadas.

De acordo com o boletim, foram interditados 72 imóveis, dentre eles, sete desabamentos parcial/total. Não houve feridos nem óbitos. A erosão da pista ocasionou a queda de cinco postes e deixou sete pessoas desabrigadas, além de 195 desalojados. Atualmente, o número reduziu para 4 desabrigados, pois 3 já foram encaminhados para o aluguel emergencial.


As famílias desalojadas recebem atendimento no ponto de apoio montado no Centro de Convivência da Praça da Fronteira. As equipes atuam no processo de abertura do aluguel emergencial – valor máximo de R$ 990,00 - para que todos sejam direcionados à moradia segura. No processo de abertura do aluguel emergencial, os desalojados assinam o Termo de Autorização de Demolição (TAD) dos imóveis, tendo em vista que todos os imóveis alcançados pela água na faixa de areia do bairro Fronteira já se encontravam interditados anteriormente com registros em processos junto ao Ministério Público e eram de moradores resistentes à transferência de moradias.

A Prefeitura de Macaé iniciou os trâmites para elaboração de estudo técnico e ambiental voltado a apresentar solução definitiva para conter o processo de erosão costeira, provocado pela ressaca do mar no trecho do litoral norte de Macaé. A solicitação foi formalizada pelo governo municipal junto a pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) nesta segunda-feira (20), durante reunião realizada também com a participação de representantes do Ministério Público Estadual (MPRJ). Os estudos serão realizados através da parceria do governo junto ao Instituto Politécnico e ao Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM), coordenados pelo decano do Centro Multidisciplinar da UFRJ em Macaé.

A Defesa Civil ressalta a necessidade da manutenção do alerta para que a população não permaneça em áreas interditadas ou transitem à beira mar. Em caso de necessidade o contato com o órgão pode ser feito pelo telefone: 199 ou (22) 2762-0600, além do WhatsApp: (22) 99103-4275. O Corpo de Bombeiros também presta assistência pelo 193 ou 2796-0047.

Fonte: Secom Macaé

Comunicar erro

Comentários

Zion
Luxhoki