CONTEC

Alunos da rede municipal de Carapebus poderão receber kit alimentação

Até o momento, a cidade é uma das poucas na região que não ofereceu nenhum auxílio para as crianças

Por RJNEWS em 09/06/2021 às 07:23:00
Xaropinho fala sobre a falta de alimentação para os estudantes

Xaropinho fala sobre a falta de alimentação para os estudantes

Thaiany Pieroni

Após mais um ano de pandemia e automaticamente com as crianças fora das escolas, a Câmara dos vereadores de Carapebus decidiu aprovar, por unanimidade, um projeto de lei, que institui o Kit Alimentação destinado aos alunos matriculados na rede pública municipal.

O projeto é de autoria da vereadora Tânia Cabral (PP), que lembra que muitas famílias estão passando dificuldades sem ter acesso a alimentação, que antes era fornecida nas escolas. "Estamos nessa pandemia e temos nossas crianças atingidas com essa situação. Muitas delas vão às escolas apenas para se alimentar. Tomar um café da manhã ou mesmo almoçar. Eu conheço muitas famílias e essa merenda está fazendo muito a falta", detalha emocionada.

Tânia informou ainda que já esteve com a secretária de educação para quem pediu um estudo de impacto financeiro para que a proposta pudesse ser colocada em pratica. Além disso, pediu que a prefeita Christine Cordeiro (PP) possa concluir e sancionar a lei.

No projeto não ficou determinado o valor destinado aos alunos, já que o mesmo será decidido pela Prefeitura com base em uma análise do impacto financeiro que acarretará no orçamento municipal.

"Precisamos ajudar as famílias realmente carentes e os alunos que estão em casa esperando o retorno das aulas para poder se alimentar. Hoje, os colégios estão parados por conta da pandemia e o kit é uma forma de ajudar nesse reforço alimentar", comentou.

Após aprovação do projeto, o vereador Robson Rodrigues (DC), denunciou a falta de sensibilizada do poder público com relação ao assunto. "Saiu um pregão para compra de gênero alimentar no valor estimado de R$ 470.000.00 Mais ou menos !! Deve ser observado que por não ter aula presencial devem ser seguido os critérios da nota técnica número 22/ 2020 de 8 de abril de 2020 da confederação Nacional dos municípios (CNM), que trata de fornecimento de alimentos escolar durante a pandemia , peço os responsáveis pela pasta que atendam os alunos que realmente precisam desse alimento pois é um direito do estudante", declarou.

A população comentou a decisão e lembrou que Carapebus é uma das poucas cidades da região, que ainda não ajudou os estudantes. "Estamos há dois anos falando que Carapebus era a única cidade da nossa região que não forneceu a merenda a quem é de direito. Vereadores da oposição cobraram intensamente explicações sobre este tema. Parabéns aos vereadores da oposição. A luta me parece que não foi em vão", comentou Alessandro S. Rodrigues.

Outros não conseguem acreditar que o projeto será levado a frente. "Piada, quero ver sair do papel e entregarem a todos que tenham direito", comentou Fábio Duarte.

Nossa equipe entrou em contato com a Prefeitura em busca de informações sobre a previsão para sanção do projeto, mas até o fechamento desta edição não tivemos retorno

Fonte: RJNEWSnoticias

Comunicar erro

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3