CONTEC

Macaense afirma que pandemia e transporte irregular inviabilizam aumento de horários

Empresa alega que tem buscado formas de melhorar o atendimento no município

Por RJNEWS em 09/06/2021 às 05:06:00
Segundo a empresa Macaense, muitas ações foram realizadas no serviço de transporte no município

Segundo a empresa Macaense, muitas ações foram realizadas no serviço de transporte no município

Macaense afirma que pandemia e transporte irregular inviabilizam aumento de horários de linhas que atendem Casimiro de Abreu

Thaiany Pieroni

A empresa Macaense, responsável exclusiva pelo transporte público em Casimiro de Abreu, informou que a redução de passageiros durante a pandemia e a presença do transporte irregular na cidade, inviabilizam o aumento dos horários das linhas que atendem o município. Essa foi uma das respostas as inúmeras demandas cobradas pelos moradores da cidade e pela Casa Legislativa em matéria publicada, recentemente, pelo RJNews, sobre os problemas do transporte no município.

"Além do advento da pandemia que fez com que o movimento de passageiros caísse drasticamente, ainda sofremos com transporte clandestino, que só tem interesse de transportar pessoas que pagam a passagem, não respeitando o transporte social e gratuito, como os dos idosos e portadores de necessidades especiais por exemplo. A ampliação de novos horários ocorrerá simultaneamente ao aumento da demanda", informou a empresa, através da assessoria de imprensa.

Apesar deste cenário, a empresa afirma que têm planos de melhorar a prestação de serviços na cidade, inclusive, já realizou algumas ações.

"Recentemente foi franqueado ao guichê da rodoviária, a possibilidade de venda de todas as seções e linhas com origem e destino a Casimiro de Abreu, podendo efetuar pagamentos no cartão de crédito, com a opção de parcelamento, cartão de débitos e Vale Transporte Eletrônico. Os horários das linhas foram fixados em local visível no (quadro da SECOM) e através do sistema de som da rodoviária, as pessoas recebem informações pertinentes ao serviço.Renovamos toda a frota, que conta com ar condicionado e acessibilidade, incluindo elevador para cadeirantes. Além disso, nossos ônibus passam por um rigoroso processo de higienização diários, possuem individualmente,dispenser de álcool e gel para uso dos passageiros, bem como a permanência dos usuários durante a viagem requer o uso obrigatório da máscara. Avisos por adesivos no interior do veículo e displays com vista eletrônica, fazem o papel de conscientização da população", informou a empresa.

Sobre a denúncia feita pelo vereador Marcelo Mota (Pode) sobre o fim da linha pelo bairro Professor Souza, a empresa informou que todos os itinerários estão preservados e operando normalmente. São eles: B170 Casimiro de Abreu X Parque de Tubos; B135 Rio Bonito X Macaé Via Rocha Leão;B137 Rio Bonito X Macaé via Silva Jardim e Rio das Ostras; Casimiro de Abreu X Sana.

"Melhoramos a frequência da linha B170 – Casimiro de Abreu X Parque de Tubos, que atualmente opera com intervalo de 40 minutos, além da ampliação de 50% dos horários nos fins de semana para o Sana. Reforçamos nosso compromisso em oferecer um serviço de qualidade para a população", finalizou.

Transporte Público em Casimiro de Abreu pode sofrer mudanças

Recentemente, após muitas reclamações da população e da Câmara Municipal, a Prefeitura de Casimiro de Abreu sinalizou a possibilidade de realizar uma nova licitação com relação ao transporte público. Atualmente, a empresa macaense é a única responsável pelo serviço no município.

A nova licitação veio junto com o anúncio do retorno das vans, feito pelo prefeitoRamon Gidalte (Cidadania), após uma reunião com representantes do Departamento Jurídico da prefeitura, para iniciar um novo processo licitatório para reativação do serviço.Participaram da reunião, o procurador geral do município, Alan Macabu, a Corregedora Geral, Eloá Crispim, o secretário de Ordem Pública e Defesa Civil, Wellington Lima, e a pregoeira Elaine Fonseca.

Durante o encontro, ficou definido que o município publicará, em breve, um novo edital para que seja possível a realização de uma nova licitação, seguindo as recomendações do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para o retorno do serviço. No no ano passado, após o ajuizamento de representações, a Prefeitura de Casimiro de Abreu precisou suspender o procedimento licitatório por decisão do TCE. Segundo o tribunal, o edital estava em desacordo com as normas municipais para a prestação de serviço público de transporte coletivo.

Paralelamente a isso, o prefeito pretende expedir um decreto municipal, regulamentando o retorno de circulação das vans por meio de um Chamamento Público. Segundo ele, ficou determinado na reunião, que a regularização do transporte público precisa acontecer até o início de julho.

"É um serviço de extrema importância para a população da nossa cidade, principalmente para os moradores dos distritos de Professor Souza, Rio Dourado, Serra e Barra de São João. Sabemos das dificuldades enfrentadas pela população no transporte público, por isso, a necessidade de resolvermos essa situação o quanto antes", afirmou Ramon Gidalte.

De acordo com o secretário de Ordem Pública, Wellington Lima, o processo está caminhando. "O processo de licitação das vans está em andamento. Estamos fazendo algumas avaliações técnicas junto com a procuradoria, mas acredito que o mais rápido possível finalizaremos esse processo para oferecer esse serviço, que a população tanto precisa", declarou o secretário.

Fonte: RJNEWSnoticias

Comunicar erro

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3