CONTEC

PM prende mais dois suspeitos de planejarem ataques a facções rivais em Macaé

Ao todo sete já foram capturados

Por RJNEWS em 30/05/2021 às 10:37:55
Com eles foram apreendidos: uma pistola HS calibre 9mm, dois carregadores e 24 munições

Com eles foram apreendidos: uma pistola HS calibre 9mm, dois carregadores e 24 munições

Mais dois homens apontados pela Polícia Militar (PM) como integrantes do tráfico drogas foram presos durante uma incursão realizada no bairro Planalto da Ajuda, em Macaé, na madrugada deste sábado (29). A ação foi deflagrada pelas equipes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e do Serviço Reservado (P2), após o levantamento de informações dando conta de que traficantes estavam reunidos e se organizando para efetuarem um ataque contra uma facção criminosa rival.

Durante incursão à Rua 10, militares avistaram o grupo, que tentou fugir, ao notar as viaturas. Após cerco, dois deles foram presos. Eles foram identificados pelos vulgos: "Doguinha" e "Naldinho". Segundo a PM, "Doguinha" seria o gerente da facção criminosa onde a reunião acontecia. Já "Naldinho", também de acordo com a PM, afirmou ser segurança de "Doguinha".

Com eles foram apreendidos: uma pistola HS calibre 9mm, dois carregadores e 24 munições. Os envolvidos foram levados para a Central de Flagrantes da 128ª Delegacia Policial de Rio das Ostras (128ª DP), onde foram autuados e permaneceram presos à disposição da Justiça. O material apreendido foi apresentado à Polícia Civil. Não houve confronto.

Ambos os presos possuem anotações criminais. "Doguinha" responde por quatro homicídios, um sequestro e possui passagem pela polícia também por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Já "Naldinho" responde à processos por tráfico e receptação.

Sete presos em 24 horas
A PM informou que as prisões no Planalto da Ajuda possuem ligação com as capturas de outros cinco suspeitos, ocorrida na comunidade Nova Holanda, em Macaé, no fim da tarde desta sexta-feira (28).
Na ocasião, três dos detidos, identificados pelos vulgos: "Japão", "RD" e "Orelha", foram apontados pela polícia como responsáveis por diversos ataques a criminosos à integrantes de suas antigas facções criminosas.

Os envolvidos na ocorrência desta madrugada, também seriam responsáveis por planejar e realizar ataques que resultaram em uma série de homicídios no município, afirmou a PM. De acordo com o comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar (32º BPM), tenente-coronel Fábio Corrêa, a expectativa é de que essas prisões venham refletir na redução dos homicídios.

Fonte: O Dia

Comunicar erro

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3