CONTEC

Moradores de Casimiro de Abreu sofrem com monopólio do transporte público

Desde que o serviço das vans foi suspenso, uma empresa de ônibus ficou responsável pelo transporte

Por RJNEWS em 19/05/2021 às 06:37:00
O empréstimo à prefeitura foi aprovado pela Câmara Municipal de Casimiro de Abreu

O empréstimo à prefeitura foi aprovado pela Câmara Municipal de Casimiro de Abreu

Thaiany Pieroni

Os moradores de Casimiro de Abreu estão enfrentando dificuldades para se locomover não só dentro da própria cidade, como também para os municípios vizinhos. Desde que o serviço das vans foi suspenso, uma empresa de ônibus ficou responsável pelo transporte público e os moradores relatam, que os serviços prestados não atendem a necessidade da população.

Pelas redes sociais, Laura Felix, conta que no bairro Palmital, os moradores não tem acesso a nenhum tipo de transporte. "Nós, moradores do Palmital, Campo Belo, sofremos. Temos que andar dois quilômetros para conseguir pegar um transporte", contou.

Também pela internet, Elizabethy Lemos, falou sobre o problema. "Como é do conhecimento de todos, o Palmital não tem transporte para Casimiro de Abreu e Barra de São João. Hoje o morador gasta R$ 16 de Palmital até Barra, fazendo baldeação. Temos uma unidade de emergência funcionando 24 horas e temos um excelente hospital em Casimiro, só que o morador do Palmital, São João, Patrulha, não tem transporte para chegar a esses lugares. Deixo aqui meu pedido para os vereadores eleitos e prefeito resolver esse problema, que incomoda muito a todos.Também peço transporte para entrar até o postinho do Palmital, que tinha antes e foi tirado por divisão de município", pediu.

O assunto também redeu na Câmara Municipal de Casimiro de Abreu, durante sessão extraordinária. O vereador Marcelo Mota (Pode) contou que a empresa teria informado a um ex-vereador, que não iria mais passar com a linha pelo bairro Professor Souza.

"Mandaram um recado por um ex-vereador falando que os ônibus não passarão mais pelo bairro Professor Souza. Isso não pode acontecer. Faço um apelo ao prefeito para que faça algo imediatamente. Temos um transporte público totalmente deficiente", relatou.

O vereador, que se mostrou visivelmente indignado com a situação, chegou a chamar a empresa de 'xexelenta' e destacou que por ele, a empresa deixaria, imediatamente a cidade, e que as vans voltariam a atuar no município.

Diante das informações, o vereador Wellington dos Santos (PRTB) propôs que os vereadores fossem junto ao Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) cobrar uma solução. "Através de uma ligação, eu consegui junto ao Detro, que a linha voltasse a passar por Rio Dourado. Acredito, que se nós, vereadores, nos unirmos para irmos presencialmente ao Detro e pedir mais fiscalização, eles vão nos atender".

O parlamentar falou ainda da importância de uma nova licitação no município. "Na época das vans, eles ficavam com ônibus o tempo todo. Precisamos pedir ao Poder Executivo para fazer uma licitação urgente e tenho certeza que do dia para noite as linhas vão voltar. Mas agora, eles não possuem concorrência", destacou o vereador, que também lembrou da importância de uma linha de Casimiro de Abreu para Barra de São João, que passe pelo bairro Palmital.

Já o vereador Pedro Gadelha (Cidadania) informou que solicitou acesso às informações da licitação para que seja possível fazer um balanço dos serviços que deveriam ser prestados pela empresa e os que estão sendo prestados, para que seja possível ir ao Detro com todas essas informações em mãos. "Casimiro está sofrendo com o monopólio. Essa empresa faz o bem quer", frisou.

Linhas atuais

Atualmente, a empresa Rápido Macaense atende os munícipes de Casimiro de Abreu com as seguintes linhas: Casimiro de Abreu x Parque dos Tubos, que sai de meia em meia hora de segunda a sexta-feira e de 40 em 40 minutos aos fins de semana. A mesma sai da Avenida Dois, passando por ruas de Casimiro de Abreu, Professor Souza, Rio Dourado, e Rodovia Serramar, segundo informações disponíveis no site da empresa.

Já a linha que liga o Distrito de Barra de São João à sede de Casimiro de Abreu, circula apenas quatro vezes ao dia, sendo às 7h15, 12h15, 15h15 e o último horário às 19h. Aos fins de semana, a linha não opera.

Outra linha que opera na cidade é a B137 Macaé X Rio Bonito (Via Rio Das Ostras/Silva Jardim), que circula uma vez ao dia, de segunda à sexta-feira e passar por Casimiro de Abreu.

As demais linhas como Macaé x Cabo Frio e Macaé x Unamar passam pela Rodovia Amaral Peixoto, no trecho que corta o Distrito de Barra de São João.

Prefeitura de Casimiro de Abreu fará empréstimo para pavimentação e drenagem do loteamento do bairro São João

Ainda durante a sessão extraordinária, a Câmara Municipal de Casimiro de Abreu, liberou à prefeitura, empréstimo de R$ 29 milhões junto à Caixa Econômica Federal, através do Programa de Financiamento para infraestrutura e saneamento (Finisa). O objetivo é pavimentar e realizar a drenagem em parte do loteamento do bairro São João.

De acordo com a prefeitura, o empréstimo adquirido será de R$ 29 milhões e será utilizado para ações, como drenagem pluvial, rede de distribuição de água, esgotamento sanitário e pavimentação para atendimento à população. A realização desta obra possibilitará a retirada de valas negras e facilitará o deslocamento da população, evitando alagamentos no período de chuvas.

"A implantação da pavimentação dos logradouros dos diversos loteamentos inseridos no contexto do bairro São João, irá conceder à população um mínimo de mobilidade, pois as ruas encontram-se em péssimo estado de conservação. A maioria das ruas são cobertas apenas com terra ou entulhos, o que causa instabilidade no leito da via, principalmente em decorrência das chuvas que ocorrem sistematicamente, em todas as estações naquela área, que sofre forte influência marítima. Este investimento levará mais dignidade aos moradores do bairro São João", disse o prefeito Ramon Gidalte (Cidadania).

Pelas redes sociais, os moradores esperam ansiosos por melhorias. "Espero que seja dado um jeito no valão da Rua Paraíba aqui no bairro São João. O pessoal da limpeza urbana de vez em quando até limpa, mas é enxugar gelo!! Para piorar alguns jogam esgotos nele", contou Sirlene Felizardo.

Alfredo dos Santos completou. "Com certeza, essa vala na rua Paraíba tem que ser fechada. É questão de saúde pública", destacou.

Aliobel Bernardino parabenizou a ação e lembrou das necessidades do bairro. "Parabéns prefeito, é o mínimo que vossa excelência pode fazer por esse bairro, que no momento, é uma verdadeira vergonha, para piorar colocaram uma reciclagem na entrada da rua principal do bairro", denunciou.

Apesar da obra ser vista com bons olhos pela população, que sofre há anos com a falta de infraestrutura, algumas pessoas questionam a dívida que o município irá contrair. "Recebemos milhões de reais nesse município em royalties de petróleo até aqui, e agora nosso município vai ter que ficar com dividia de empréstimo para realizar obras no município. Complicado, mas o que fazer.Uma cidade que recebeu ou ainda recebe 1 milhão de reais por dia, viver de empréstimos", questionou Tobias Franco Peixoto.

Fonte: RJNEWSnoticias

Comunicar erro

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3