CONTEC

Comissões da ALERJ debatem militarização da rede FAETEC

Por RJNEWS em 24/05/2022 às 06:09:39

As Comissões de Educação, de Ciência e Tecnologia e de Representação para Acompanhar o Cumprimento das Leis (Cumpra-Se), da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), promovem nesta terça-feira (24/5) uma audiência pública conjunta para debater a militarização da rede Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica). O evento será realizado, às 10 horas, na sala 1801, na sede da Alerj, e o canal Alerj Digital, no Youtube (https://www.youtube.com/alerjdigital), transmitirá a audiência, que contará com cerca de 80 convidados, entre representantes do Governo do Estado, da Faetec, de sindicatos e entidades de profissionais de Educação, estudantes, pais e responsáveis.

O decreto do Governo do Estado para transformar unidades de ensino profissionalizante da Faetec em escolas cívico-militares foi publicado em Diário Oficial no dia 24 de março deste ano. Pelo texto, as escolas passarão a ser administradas também pela Secretaria de Polícia Militar, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, juntamente com as demais secretarias, tem 90 dias para elaborar uma resolução com o plano de ações sobre o funcionamento das escolas, planejamento pedagógico, impactos financeiros no orçamento público e competências que serão distribuídas à administração das instituições de ensino.

A medida tem sido criticada por parlamentares, pesquisadores e profissionais ligados à educação pública. "Somos contra a padronização de comportamentos nas escolas. O ensino que defendemos preza pela liberdade e diversidade para o pleno desenvolvimento da nossa juventude", afirmou o presidente da comissão de Educação da Alerj, deputado Flávio Serafini (Psol). Também participam do debate os presidentes da Comissão de Ciência e Tecnologia, deputado Waldeck Carneiro (PSB), e da Comissão do Cumpra-Se, deputado Carlos Minc (PSB).

Foram convidados para a audiência o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, João Carrilho; o presidente da Faetec, Iranildo Campos; o coordenador da Infância e Juventude da Defensoria Pública, Rodrigo Azambuja; a coordenadora de Educação do Ministério Público, promotora Renata Carbonel; além de representantes do Fórum de Diretores da Faetec e do SindpeFaetec. Do movimento estudantil, deverão participar representantes da Ades-Faetec, Comitê de Mobilização Henrique Lage; Rede Federal de Escolas Técnicas, Ubes, Aerj, Fenet e Grêmio do Iserj. O Conselho Escolar ETE República representará pais e responsáveis.

Fonte: ALERJ

Comunicar erro
Zion

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3