CONTEC

Bandas centenárias são tema de bate-papo no Dia dos Museus

Raphael Bózeo disse que espera que mais filmes sobre o município sejam produzidos e que possam ser exibidos no "Curta no Museu"

Por RJNEWS em 21/05/2022 às 06:33:38
 Os trabalhos que tratam das bandas centenárias do município, Sociedade Musical Nova Aurora e Sociedade Musical Beneficente Lyra dos Conspiradores

Os trabalhos que tratam das bandas centenárias do município, Sociedade Musical Nova Aurora e Sociedade Musical Beneficente Lyra dos Conspiradores

Em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio) e como parte da programação da 20a Semana Nacional dos Museus, o projeto "Curta no Museu" apresentou uma edição especial este mês. Foram exibidos, na noite desta quarta-feira (18), no Solar dos Mellos - Museu da Cidade de Macaé, os documentários premiados de Raphael Bózeo, "Aurora" e "Conspiradores".

Os trabalhos que tratam das bandas centenárias do município, Sociedade Musical Nova Aurora e Sociedade Musical Beneficente Lyra dos Conspiradores, foram contemplados pelo edital "Retomada Cultural RJ". O prêmio do governo do Estado do Rio de Janeiro foi criado em cumprimento à Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc.

Após a exibição dos curtas-metragens, no pátio do museu, houve um bate-papo conduzido pelo produtor do projeto, Hélder Santana, com a participação de estudantes do Ensino Médio do Colégio Estadual Luiz Reid.

"Estes compartilhamentos da história patrimonial do município são uma forma de manter a história viva. Neste Dia Internacional dos Museus, a apresentação destes documentários premiados sobre a Lyra e a Nova Aurora são um presente para o nosso museu", destacou o secretário de Cultura, Leandro Mussi.

Raphael Bózeo disse que espera que mais filmes sobre o município sejam produzidos e que possam ser exibidos no "Curta no Museu". "É uma felicidade muito grande poder exibir mais dois filmes do projeto "Pelos Cantos de Macaé" que tem o objetivo de contar histórias importantes de lugares e de pessoas de nossa cidade. Poder colaborar com a cultura macaense é um prazer".

A diretora do Solar dos Mellos, Patrícia Barboza, enfatizou a importância da democratização do patrimônio imaterial do município. "Precisamos manter a história sempre acesa, porque as gerações vão vindo, pessoas vão chegando à cidade, observam o patrimônio material, mas não sabem de suas histórias. Por isso, enquanto museu, não podemos deixar a chama apagar. Hoje fazemos parte desta história, mas amanhã, outros virão. O futuro é das próximas gerações que precisam destes conhecimentos para que não percam as raízes".

O Dia Internacional dos Museus foi criado, em 1977, pelo Conselho Internacional dos Museus.

Fonte: Secom Macaé

Comunicar erro
Zion

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3