CONTEC

Com 17ª rodada, Firjan destaca agenda positiva para o mercado de petróleo e gás natural

A 6ª edição do Anuário do Petróleo no Rio 2021, lançado recentemente, ressalta que os leilões permitem a entrada de novas operadoras para atuar no Rio

Por RJNEWS em 07/10/2021 às 06:33:26

Lançado em agosto último pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), a 6ª edição do Anuário do Petróleo no Rio 2021 destaca que o país tem promovido uma agenda positiva para o mercado de petróleo e gás natural, buscando estabelecer um ambiente mais favorável para à atração de investimentos. A continuidade do calendário de leilões de blocos exploratórios, como o da 17ª rodada que ocorre nesta quinta-feira (7/10), deve trazer renovações nas movimentações de negócio, com fortalecimento de parcerias estratégicas.

A publicação da federação estima investimento potencial de absorver R$ 50 bilhões em óleo e gás nos próximos três anos no estado do Rio de Janeiro e prevê também o potencial de abertura de mais de 63 mil postos de trabalho no mercado no período. Além disso, é esperado que, até 2025, o estado fluminense arrecade mais de R$ 75 bilhões em participações governamentais.

Reflexos socioeconômicos para o Rio de Janeiro

Conforme o Anuário, o Rio vem ampliando sua predominância frente aos demais estados no que tange a produção de óleo. Se entre 2014 e 2017 sua participação na produção nacional foi inferior a 70%, em 2020 ela foi de 79% e nos primeiros seis meses de 2021, já alcançou 80%. Além disso, o estado pode se beneficiar com a diversificação de operadoras, incluindo a recuperação da produção em campos maduros da Bacia de Campos, foco principal do PROMAR – Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos, do Ministério de Minas e Energia.

Esses resultados abrem uma oportunidade ímpar para a recuperação estrutural do estado, que ao refletir em maior investimento público pode, assim, proporcionar um retorno socioeconômico para municípios e toda população. A realização de leilões fortalece a base industrial, consolidando a geração de emprego formal e a criação de renda que resulta em crescimento econômico para o estado.

"Esses recursos são fundamentais para a retomada da economia fluminense, assim como ajudam na recuperação da indústria naval fluminense, já que os novos leilões permitem a entrada de novas operadoras, mas também o fortalecimento dos portfólios de investimentos das operadoras que já estão aqui", destaca a gerente de Petróleo, Gás e Naval da Firjan, Karine Fragoso.

O Anuário do Petróleo no Rio 2021 está disponível em

https://www.firjan.com.br/publicacoes/publicacoes-de-economia/anuario-petroleo-e-gas.htm

Já o dashboard dinâmico, com os dados atualizados do mercado de petróleo no país e no estado, pode ser acessado em

https://www.firjan.com.br/firjan/empresas/competitividade-empresarial/petroleoegas/dados-do-rio/

Fonte: ASCOM FIRJAN

Comunicar erro
Zion

Comentários

Casa e Roupa
Anuncie 3