Camara pi 183

Câmara rejeita mudanças do Senado para o novo Ensino M√©dio

Por RJNEWS em 10/07/2024 às 09:24:49
Relator foi foi contra a inclusão do espanhol como idioma obrigatório

Relator foi foi contra a inclusão do espanhol como idioma obrigatório

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (9) novas mudanças na reforma do ensino médio. A proposta j√° tinha sido analisada pelo Senado e agora ser√° enviada à sanção presidencial.

O substitutivo do deputado Mendonça Filho (União-PE) mantém o aumento da carga hor√°ria da formação geral b√°sica previsto no projeto original, de 1,8 mil para 2,4 mil horas nos tr√™s anos do ensino médio para alunos que não optarem pelo ensino técnico. A carga hor√°ria total do ensino médio continua a ser de 3 mil horas nos tr√™s anos.

Para completar a carga total nos tr√™s anos, os alunos terão de escolher uma √°rea para aprofundar os estudos com as demais 600 horas. A escolha poder√° ser entre um dos seguintes itiner√°rios formativos: linguagens e suas tecnologias, matem√°tica e suas tecnologias, ci√™ncias da natureza e suas tecnologias ou ci√™ncias humanas e sociais aplicadas.

A proposta tinha recebido alterações no Senado Federal, que foram derrubadas pelos deputados. Entre elas, trecho que obrigava o ensino médio a ter no mínimo 70% da grade como disciplina b√°sica e apenas 30% para os itiner√°rios formativos. Mendonça excluiu esse ponto e, assim, os itiner√°rios formativos poderão abranger mais que 30%.

Mendonça Filho também foi contra a inclusão do espanhol como idioma obrigatório, por criar despesa pública de car√°ter continuado, sobretudo para os estados. Segundo ele, o espanhol pode ser obrigatório, desde que a rede estadual adote isso. "Não d√° para impor essa regra ao Brasil todo", afirmou.

O deputado Felipe Carreras (PSB-PE) apresentou um recurso para retomar a obrigatoriedade. Ele ressaltou que o espanhol não é uma imposição de língua obrigatória, mas apenas uma opção em relação ao ingl√™s. "Não estamos obrigando os estudantes a escolher a língua espanhola: 70% dos estudantes que fazem o Enem escolhem o espanhol", afirmou.

*Com informações da Ag√™ncia Câmara

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Casa e Roupa

Coment√°rios

Zion
Luxhoki