Camara pi 183

Como anda seu coração?

Você tem cuidado do seu coração?

Por Iranel Florentino em 01/02/2023 às 20:16:58

O coração está em nossas mãos...

Você sabia que mais de 350 mil pessoas morreram por doenças cardiovasculares em 2021 no Brasil? Um aumento de 7% se comparado a 2020. Em 2022 o aumento foi de 16% comparado a 2021. E só no primeiro mês de 2023 cerca de 35 mil pessoas morreram vítimas de problemas cardíacos. No mundo, cerca de 18,6 milhões de mortes por ano têm a mesma causa.

Em nosso país cerca de 14 milhões sofrem com algum tipo de doença cardiovascular, correspondendo cerca de 30% das mortes dos brasileiros. "Segundo a Sociedade de Cardiologia, estima-se que em 2040 haverá um aumento de 250% de casos. A região sudeste é a campeã em casos, tendo São Paulo no topo das ocorrências, seguido pelo Rio de Janeiro."

As mulheres tem maior probabilidade de sofrer com doenças cardiovasculares. "Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as doenças cardiovasculares são responsáveis por 1/3 de todas as mortes de mulheres no mundo, passando inclusive o número de óbitos causados pelo câncer de mama."

Por que a maior incidência nas pessoas do sexo feminino? Uma das causas é que o coração da mulher é ligeiramente menor, bombeando assim menos sangue para o corpo. As coronárias são mais estreitas facilitando a possibilidade de obstruções e, ademais, por influência de hormônios, a pressão arterial tende a ser mais baixa. O Ministério da Saúde afirmou que as mulheres têm 50% de probabilidade de infarto comparado ao homem, tudo isso pelo fato de que as artérias possuírem menor calibre ocorrendo assim constantes obstruções.

Apesar de ser uma doença que se manifesta mais na fase adulta, a OMS alerta para o aumento alarmante de casos na infância. A obesidade infantil, a má alimentação, o sedentarismo aliado a alguns fatores metabólicos são algumas explicações para o fato, ainda segundo a OMS, 130 milhões de crianças no mundo sofram algum tipo de cardiopatia congênita.

Os principais sinais e sintomas de doenças cardiovasculares são:

  • Hipertensão arterial: tontura, dor de cabeça, alterações na visão e dor no peito;
  • Infarto agudo do miocárdio: dor muito intensa no peito que pode irradiar para o braço, também pode haver tonturas, suor frio e mal estar;
  • Insuficiência cardíaca: cansaço progressivo, inchaço nas pernas e nos pés, tosse seca à noite e falta de ar;
  • Cardiopatia congênita: cianose, que é a coloração roxa na ponta dos dedos ou nos lábios, baixo peso e pouco apetite ou respiração rápida e curta mesmo em repouso;
  • Endocardite: febre persistente, suor em excesso, pele pálida, dor nos músculos, tosse persistente e falta de ar;
  • Arritmias cardíacas: cansaço, palidez, dor no peito, suor frio e falta de ar;
  • Angina: sensação de queimação, aperto e/ou dor no peito, que pode durar até 20 minutos e que pode irradiar para ombro, braço ou pescoço e suor frio ou falta de ar;
  • Miocardite: como dor no peito, batimento cardíaco irregular, cansaço excessivo, falta de ar e inchaço nas pernas;
  • Valvulopatia: dor no peito, sopro no coração, cansaço excessivo, falta de ar e inchaço nas pernas e nos pés;

Tudo isso pode ser evitado com atitudes de prevenção simples, tais como... Controlar a alimentação, praticar regularmente atividade física, evitar o consumo de álcool e cigarro, evitar excesso de sal, visitar regularmente o médico, controlar o peso, evitar o estresse e controlar colesterol.

Diga NÂO ao sedentarismo e SIM a vida ativa!!!

Em caso desses sinais e sintomas, consulte o seu médico, para que possa te encaminhar para o tratamento mais efetivo.

A melhor forma desses números baixarem é o AUTOCUIDADO!


Casa e Roupa
Zion
Luxhoki