CONTEC

Hoje é dia de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Macaé e Carapebus fizeram manifestações de conscientização, com palestras e mobilizações...

Por Lourdes Acosta em 18/05/2022 às 18:54:36

O Dia 18 de maio na Câmara de Carapebus

O Dia 18 de maio é o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso Sexual e Exploração de Crianças e Adolescentes. A data é alusiva ao Maio Laranja, mês de prevenção, focado para as atividades de conscientização.

Nesta data, às 18h, Macaé celebrou o Dia 18 de maio, com palestra online sobre a "Rede de proteção à criança e ao adolescente: competência, limites e possibilidades", no canal do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDDCA) - https://youtube.com/channel/UCQQRVyYZEjoYuHHablxCtlA. A palestrante, mestra em Serviço Social, Priscila Castro, é especializada em políticas públicas.

As manifestações do município vizinho, Carapebus, chamam atenção, porque a prefeitura, através da secretaria de Assistência Social, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Conselho Tutelar, programou uma semana intensa de ações, batizando de "Semana do Basta", que ocorrerá a partir desta quarta-feira (18) e seguirá até o dia 26. Na abertura do evento, fizeram parte das ações uma caminhada com palavras de ordem e panfletagem, ocorrida entre a Guarda Municipal e a Câmara de Vereadores e a palestra da consultora de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, Vivianni Acosta. Nos dias seguintes a comunidade escolar (estudantes, professores e pais) participará de palestras nas escolas municipais.

O abuso e a exploração sexual em crianças e adolescentes têm sequelas. Na fase adulta, a criança ou adolescente que sofreu violência sexual pode ter dificuldades de criar relações afetivas e amorosas, em manter uma vida sexual saudável, pode ter baixa autoestima, dificuldade de aprendizagem e memória, entre outras.

- É preciso ter clareza que a exploração sexual de crianças e adolescentes é um crime hediondo, com pena de reclusão e sem direito a fiança. Portanto, ao suspeitar ou identificar alguma situação de violência e exploração sexual de crianças e adolescentes, é necessário acionar os órgãos competentes – disse a palestrante.

De acordo com a consultora, ao suspeitar de algum caso deve-se denunciar. Os canais citados são: Delegacias, Conselhos Tutelares, Disque 100, 180 ou o 190 (caso a violência estiver acontecendo) e o 192, que aciona o serviço hospitalar nos riscos à saúde, entre outros.

Por que o 18 de maio - A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual, porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o "Caso Araceli". Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

___________________________________

Comunicação Desenvolvimento Social

Jornalista Lourdes Acosta – DRT/MTE 911 MA

Macaé, 18/05/2022.

Zion
Casa e Roupa
Anuncie 3